Our Recent Posts

Archive

Tags

Aline Happ, vocalista da Banda Lyria, concede entrevista para Web Rádio Taverna!


A Vocalista Aline Happ da Banda Lyria concedeu entrevista a Web Rádio Taverna sobre um tema muito importante A ideia da entrevista foi falar sobre como a música, principalmente o metal, podem ajudar em casos como depressão (de olho no mês de setembro, que é dedicado à prevenção e ao tratamento da depressão), e casos de transtornos mentais, como o autismo.

WRT – Num mundo em que vivemos, em que a “Depressão’ já é considerada o mal do século, na sua opinião qual a função do “Metal” para com esta doença?

Aline : Acredito que a música, de uma forma geral, pode ajudar as pessoas a curar feridas profundas, a enfrentar e superar obstáculos. O metal, talvez por ter uma sonoridade mais densa, encorpada e pesada, cria uma conexão especial e ajuda a acalmar e extravasar os sentimentos ruins. Essa sonoridade, quando acompanhada de boas letras, pode desempenhar um grande papel em ajudar não somente com a melodia, mas também com boas mensagens.

WRT – Na sua opinião de que forma o “Metal” pode ajudar as pessoas que sofrem de depressão?

Aline : Justamente pela conexão entre a música e o ouvinte. A música tem o poder de libertar sentimentos, emocionar, criar pontes entre a mensagem e as pessoas e provocar identificação com a letra. O metal talvez tenha um elemento especial, devido a sua estrutura mais encorpada. É claro, que nesse sentido, as letras e composições devem estar carregadas de emoção.

WRT – Você já presenciou algum caso de depressão entre seus conhecidos ou familiares?

Aline : Sim, não só de depressão como quadros de ansiedade também. Algumas pessoas conseguiram se curar sozinhas, outras precisaram de tratamento especializado. O primeiro passo é reconhecer os sintomas para poder iniciar este tratamento. Inclusive, falando de ansiedade e depressão, temos a música “Hard to Believe”, que cita esses transtornos como “uma voz sem rosto que tenta ser mais forte do que a sua própria voz”.

WRT – De que forma a banda transmite ajuda para pessoas que sofrem de depressão?

Aline : Todas as nossas músicas têm bastante sentimento e verdade. Eu escrevo sobre coisas que vivi ou que presenciei de alguma forma, então as pessoas acabam se identificando. Eu sempre tento trazer mensagens de superação nas nossas músicas. A ideia é mostrar que mesmo quando uma situação é extremamente complicada, ainda é possível dar a volta por cima; que é normal ficar triste e sofrer; e que isso é um passo necessário para o aprendizado, superação e crescimento.

Entre diversas mensagens, já nos falaram que as nossas músicas conversam com as pessoas, fazendo com que o sentimento de solidão desapareça; que as pessoas se identificam com a música e conseguem força para enfrentar seus problemas; e que as músicas remetem a boas lembranças fazendo com que a dor seja amenizada.

E é muito bom saber que ajudamos as pessoas por meio daquilo que mais gostamos de fazer. Nos sentimos de certa forma responsáveis pelos nossos fãs e isso serve também de motivação para continuarmos nosso trabalho. Por isso também gostamos de estar sempre em contato com nossos fãs, seja pelas mensagens, pelas lives nas redes sociais, pelos shows ou shows online. E é sempre importante receber o feedback e o carinho deles.

WRT – Qual mensagem que a banda poderia deixar a seus fãs sobre o tema?

Aline: Sabemos que não é fácil, mas que não se deve desistir. Você precisa viver um dia de cada vez, e cada pequena conquista é importante. Além disso, é normal não estar feliz e satisfeito o tempo todo, mas precisamos sempre tentar melhorar e correr atrás de nossos sonhos. A vida apresenta altos e baixos e a forma como lidamos com as frustrações deve ser trabalhada.

Se você acredita que sofre de depressão converse sobre isso com alguém que você confie, procure um médico, terapia, isto tudo é importante para tratar da doença, da cabeça e da alma. Existem instituições especializadas, como os Neuróticos Anônimos (inclusive temos um fã nosso que trabalha lá) e diversas outras que podem te ajudar de alguma forma.

E lembre-se, a sua voz precisa ser mais alta do que a voz sem rosto que vai ficando cada vez mais fraca, até sumir. Algumas vezes pode ser que ela tente voltar, mas lembre-se de manter a sua voz firme e mais alta.

WRT – Aline, gostaria de agradecer pela entrevista e desejar muito sucessos para vocês.

Aline: Muito obrigada! Nos vemos na estrada!

Web Rádio Taverna

https://webradiotaverna.minhawebradio.net/

©2018 Devaneios Noturnos.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now